1. Faça uma revisão elétrica generalizada para avaliar equilíbrio de cargas

Geralmente ao se construir uma sala ou prédio é calculada a quantidade de carga ideal para todas as fases do imóvel. O problema é que quando falamos de imóveis antigos, os equipamentos podem ser obsoletos e critérios de equilíbrio de carga já ultrapassados, isso pode resultar em superaquecimento dos condutores. 

Essa sobrecarga vai ser refletida em outros pontos da conexão, ou seja, em  aparelhos eletrônicos que consequentemente consumirão mais energia.

Para prevenir casos como esse, é fundamental contratar um profissional especializado para medir as cargas e a redistribuição das máquinas em suas salas ou área produtiva. 

2. Realize adaptações nas dependências físicas da empresa

Há muitas reformas estruturais que, de início, poderiam impactar drasticamente a performance da conta de luz em sua empresa. A primeira delas passa pela troca dos painéis de disjuntores. O ideal é que se use painéis de disjuntores que possam ser utilizados por todos, com manoplas externas e dotadas de pequenos LEDs para indicar quais chaves estão acionadas ou desligadas. Nomeie e setorize as alavancas com adesivos de modo a que apenas os locais com trânsito de pessoas sejam realmente iluminados. Assim, a redução do consumo de energia elétrica pode ser alcançada com a participação coletiva.

Em ambientes como galpões opte por instalar algumas telhas transparentes ou leitosas que permitam maior incidência de luz natural.

3. Otimize o uso do ar-condicionado

Mantenha portas e janelas fechadas e evitar a incidência dos raios solares no ambiente climatizado são as duas primeiras ações para utilizar os equipamentos de ar-condicionado sem incorrer em desperdícios. Além disso, é preciso fazer revisões nos equipamentos de refrigeração a cada seis meses, manter livre a entrada de ar do condensador e utilizar somente a função “ventilação no inverno”.

4. Use equipamentos com consumo de energia A – Selo Procel

Peça ao setor de compras sempre optar pelos equipamentos de alto desempenho, dotados do Selo Procel (Programa de Conservação de Energia Elétrica) do Inmetro. A etiqueta indica que o produto tem o menor gasto de energia possível. O Selo classifica os equipamentos de A a G, sendo a letra A o equipamento de menor consumo energético. Agora, caso você seja gestor de uma indústria, busque a otimização dos sistemas motrizes por meio do Selo Procel Indústria.

5. Faça melhorias no ambiente de trabalho

Mude a disposição dos móveis para aproveitar melhor a entrada de luz natural, utilize cores claras nas paredes e pisos. Isso contribui para a redução da necessidade de iluminação artificial.

6. Mantenha uma rotina de manutenções preventivas nos equipamentos

A manutenção preventiva consiste em ações de monitoramento e controle que permitem impedir ou reduzir a incidência de falhas que prejudiquem o desempenho dos equipamentos, essa rotina evita os gastos mais elevados da manutenção corretiva. 

7. Aposte na energia renovável

Com a sustentabilidade em destaque, é preciso buscar alternativas que ajudem a gerar menos desperdício, poluição e outras formas de agressão ao meio ambiente, ações como essa, além de economizarem energia, ainda ajudam a melhorar a imagem da empresa. O investimento em energia limpa é uma opção bastante eficaz, visto que é sustentável e ainda torna a estrutura autossuficiente. 

8. Troque as lâmpadas por modelos mais econômicos

As lâmpadas LED são campeãs no quesito economia. Então, em um ambiente onde é necessário utilizar a iluminação grande parte do dia, a troca das lâmpadas por modelos LED deixarão a conta de energia da empresa bem mais barata.

Além da economia, que pode chegar até a 80%, as lâmpadas de LED são bastante eficientes. É importante também fazer a distribuição correta das lâmpadas. Não adianta colocar luzes de LED em todos os ambientes, mas incluir um número maior de lâmpadas, sem necessidade.

9-Cuidado com aparelhos eletrônicos em stand by

Embora pareça inofensivo, aparelhos em stand by  podem aumentar significativamente o valor da conta de luz, então, oriente a equipe de colaboradores a sempre desligarem os aparelhos ao fim do expediente. Aquela luzinha vermelha piscando pode estar influenciando a fatura da sua empresa.

10- Contrate o Econometer da Vetorlog

O Econometer é um software indicado para empresas que necessitam gerenciar com eficiência e segurança o consumo de energia elétrica.

BENEFÍCIOS:

  • Registro do consumo de energia a cada 15 minutos;
  • Apresentação da fatura detalhada por período e projeção dos valores financeiros;
  • Cadastro e acompanhamento de metas para gestão de consumo;
  • Informações técnicas: fator de potência, demanda, consumo e fator de carga;
  • Relatórios: correção de reativo, demanda ideal, sazonalidade da demanda, 

DIFERENCIAIS:

  • Relatórios automáticos enviados diariamente;
  • Indicadores de produção por consumo de energia;
  • Alerta via e-mail ou SMS: ultrapassagem demanda, excedente reativo, entre outros;
  • Gestão de grupos;
  • TVEmeter;
  • App para Android e IOS;
  • Integração de dados via API.
  • Economia no mercado livre, entre outros;