Há meses o Brasil atravessa uma crise hídrica e energética. Em meio a esse cenário, o país mais que dobrou o volume de importação de energia elétrica em agosto. Essa energia vem de nações vizinhas como a Argentina e o Uruguai. 

Segundo dados do Operador Nacional do Sistema Elétrico, em agosto foram importados, em média, 1.338 megawatts por dia. Isto é mais que o dobro da média registrada em julho, de 617 megawatts e quase 12 vezes maior que o registrado no mesmo período do ano passado.

Atualmente, a energia de importação quase equivale a 2% da energia produzida em solo brasileiro. O volume já supera toda a energia solar que brasileira. 

A importação é uma alternativa emergencial para a falta de energia no país, principalmente na região sul, que tem sofrido com a estiagem desde 2020. Os reservatórios da região já estão com menos de 27% de sua capacidade total. 

Fonte: G1