A volta da cobrança da bandeira tarifária vermelha, decidida na segunda-feira, 30, vai representar um gasto extra para os consumidores de energia já neste ano. Contudo, a conta de luz poderá dar um novo salto logo no primeiro trimestre de 2021.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) abriu a consulta pública 35 para colher subsídios e decidir futuramente sobre como compensará as empresas de energia elétrica pelos prejuízos da pandemia. 

Isso deve afetar geradores, transmissores e distribuidores. Como as receitas do setor são altamente reguladas, sem um reequilíbrio econômico dos contratos, muitas empresas não conseguirão atingir as receitas previstas em contrato.

Segundo uma fonte do setor, é esperado que essa consulta se encerre logo no início de 2021 e que a Aneel decida sobre os reajustes ainda no primeiro trimestre.

Fonte: Veja